Alguns poemas de Edward Eastlin

e.e.cummings

e.e. cummings (era assim que ele preferia grafar o seu nome, em caixa baixa) escreveu poemas experimentais, às vezes indecifráveis, e poemas líricos, tal como o que foi citado no filme “Hannah and her sisters” do Woody Allen:


(i do not know what it is about you that closes
and opens;only something in me understands
the voice of your eyes is deeper than all roses)
nobody,not even the rain,has such small hands

Edward Eastlin Cummings nasceu em 14 de outubro de 1894, em Cambridge, Massachusetts e foi aluno de Harvard, onde se graduou em literatura grega. Foi casado três vezes e teve uma única filha, Nancy, do seu primeiro casamento. Há uma passagem surreal em sua vida, aliás, em relação à sua filha. Elaine Orr, sua primeira esposa, casou-se novamente e mudou-se para a Inglaterra, levou Nancy e dela ocultou a identidade do seu pai. Anos depois, Nancy retornou aos Estados Unidos e, aos 28 anos, soube pelo próprio Cummings que ele era o seu pai.

Em 1958, e.e. cummings publicou “95 Poems”, seu último livro em vida, e o dedicou a Marion Moorehouse, sua terceira esposa e a sua grande e definitiva companheira. O primeiro poema do livro está transcrito abaixo:

l(a

le
af
fa

ll

s)
one
l

iness

Aos poucos, o poema se decifra; inicialmente, percebe-se a frase entre os parênteses:

a leaf falls

Fora dos parênteses:

loneliness

Retire os espaços na primeira frase e compare com a última palavra:

aleaffalls (10 letras)
loneliness (10 letras)

“Uma folha cai” e “solidão” ou “solitude”, como o Augusto de Campos escolheu em sua tradução, para se aproximar um pouco do original em inglês.

Os parênteses “(” e “)” e os versos “af” e “fa” simulam o movimento da folha ao cair. A letra “l” minúscula nos lembra tipograficamente o numeral “1”, o que toda pessoa que fêz curso de datilografia sabe (sim, tenho mais de 40 anos). A palavra “one” e o “l” reforçam a idéia de solidão, bem como o próprio poema, quase que uma coluna.

O último verso, “iness”, nos lembra a folha deitada no chão. Solidão.

Quem quiser ler mais a respeito, o ensaio do Augusto de Campos no livro “40 POEM(A)S”, e.e.cummings, Editora Brasiliense, 1986 é uma boa pedida. É provável que esteja esgotado. Mas deve existir em algum sebo.

Até onde sei, Cummings gostava de passar os seus dias em uma casa sem energia elétrica e puxava água de um poço. Aquecia a sua casa com lenha que ele mesmo ia cortar. Parece atitude de um monge zen e suas fotos mais recentes ressaltam esta impressão. A natureza o permeava, como se vê no poema abaixo:

when faces called flowers float out of the ground
and breathing is wishing and wishing is having –
but keeping is downward and doubting and never
– it’s april(yes,april;my darling)it’s spring!
yes the little fish gambol as glad as can be
(yes the mountains are dancing together)

when every leaf opens without any sound
and wishing is having and having is giving –
but keeping is doting and nothing and nonsense
– alive;we’re alive,dear:it’s(kiss me now)spring!
now the pretty birds hover so she and so he
now the little fish quiver so you and so i
(now the mountains are dancing,the mountains)

when more than was lost has been found has been found
and having is giving and giving is living –
but keeping is darkness and winter and cringing
– it’ spring(all our night becomes day)o,it’s spring!
all the pretty birds dive to the heart of the sky
all the little fish climb through the mind of the sea
(all the mountais are dancing,are dancing)

Quem quiser ouvir a voz do poeta, clique aqui. A Editora Random House lançou um Audio Book onde e.e.cummings recita alguns poemas. Duvido que um dia seja lançado no Brasil.

Sobre insilicium

Tenho formação em Exatas, basicamente em Física. Atuo no ramo de TI e busco trabalhar com ciência. Não dispenso a arte, seja visual ou sonora.

Publicado em março 20, 2007, em literatura, poemas. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: